Sexta-feira, 11 de Novembro de 2005

RESISTIREI

Saí para a rua
Gritei a glória de ser livre
E "o povo é quem mais ordena"
Trouxe-me recordações
Do passado.
Agressividade da professora primária
A desporsonalização do professorado
Do liceu
A repressão da reitoria
A soliriedade por causa
De quem foi expulso.
Agitamos os trabalhadores
Era preciso justiça!
Fez-se o julgamento
Em plenário de liceu
Apareceu o saneamento
Da reitoria.

Mas hoje novas sombras
Pairam sobre a cabeça.
Mas o tempo da resistência
Ensinou caminhos
Iluminou espiritos
Ensnou a persistir.
E se ele tiver
Que regressar do passado
Virá com a coragem
Renovada de todos nós.
Que jamais desistirá
De acreditar
Que somos todos irmãos
Resistirei...


João Miranda
23-03-1975
publicado por João Miranda às 02:31
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 8 de Novembro de 2005

CAMINHOS

Cala-te desconhecido transeunte
Que resumes a nada
A alma que me alimenta
Do desconhecido queres comentar!
Cala a mentira construída
E vem habitar em seios palpitantes
De granitos ferros e neblinas
Vem tomar o sol acariciante
Que a fresca manhã filtra!
Vem comer sussuros aromáticos
Neste promatório rude
Vem!
Deitar-te a meu lado no chão da Ribeira!
Sente na carne os caminhos sagrados
Entrega-lhes o teu respirar o teu suspiro
Vem visitar comigo os trilhos de estranhos inocentes
Vem respirar ares sublimados por poetas
Vem ouvir as recitações
Que o vento norte murmura
E assobia nos alpendres e sotãos
Vem sentir na pele de Camilo
Vem pelo Porto com a candura do Infante D. Henrique
Vem comigo nas rusgas de S. João
Pintar com o teu olhar triste
A tristeza de minhas alegrias
Vem...Sim!
Escorregar pela velha Alfândega
E cair nas águas de ondas brancas
E transparentes
Vem baptizar-te de paz
No frio do Douro
Vem ouvir a lua a chorar com a maresia
Vem deitar-te a meu lado
Na escarpa das Fontaínhas
Com cores de poentes pintado
Vem sentar-te a meu lado
A ver o reflexo dos rebelos no Douro
Do sonho delinquescente do adormecer nocturno
Rejeita solidões sociais
Isola-te em silenciosa paixão
Derrete-te na beleza de um ser imaginário
Já não consigo palavras para construir
Mais poentes neblinas fontes horizontes
Tenho sede de escrever
E as palavras já não bastam
Vem agora tu
Ensinar-me os caminhos
Da tua beleza.


João Miranda
publicado por João Miranda às 21:50
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

-----------------

Nós olhamos
Mas...
Em vez de vermos alegria
Vimos dor e luxúria!
Nós olhamos
E vimos uma imensa noite
Pois o sol já não queria rir
Com os seus belos
E abençoados raios
Nós tocamos nas cinzas
Mas elas não se transformam
Então nós revoltamo-nos
Gritamos
"É esta a vida que nos deram?"
Caímos no chão
Cheios de lágrimas
O sol largou os seus raios
E no meio das cinzas
Nasceram pequenas flores
Nós olhamos
E vimos
O sol
A lua
E o orvalho...
E pensamos!
"Mundo...
Hó mundo como tu és belo"!
Sim belo
Para mim e para ti!


João Miranda
publicado por João Miranda às 00:28
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 3 de Novembro de 2005

...

A noite
Entra na madrugada
Os meus olhos
Permanecem abertos
Vencendo o cansaço.
Vejo a chegada
Da manhã
Agito-me
Revolvo a roupa
Fecho as mãos
E o sono continua ausente
Esse
Maldigo-lhe a demora
E lamento este infortúnio.
Fico no silêncio
Trespassa-me o desespero
Com feridas
No corpo desfeito
Cerro os punhos
Solto gritos inaudíveis
Para o sono fácil
Relaxante
Dos outros
A claridade
Da manhã
Procura-me
Os olhos continuam cansados
Mortificado
Apagam-se os vestigios.


João Miranda
14-05-1996
publicado por João Miranda às 21:57
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.posts recentes

. QUERO AMAR-TE

. ...

. SEM MEDIDAS

. TEU OLHAR

. SE A LUA FOSSE

. SONHEI

. ...

. SÓ UM SONH...

. ...

. SONHO

.arquivos

. Abril 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Abril 2007

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds