Segunda-feira, 13 de Dezembro de 2004

ESTA NOITE

Esta noite andei por aí
Caminhando na cidade
E vi...
Os grafitti duma revolução descarnada
Dos que não pensam
Porque lhes roubaram primeiro o tempo
Depois o equilibrio
Do desassossego do sonho.
Das prostitutas que se mirram
Por causa de um chulo
E a quem o desespero chega
Por não poderem aconchegar
Os que nascem e os que não nascem.
Esta noite andei por aí
E vi...
Os que sofrem na ainda espera
Que o branco igual dos cabelos
Mostre igual a cor da pele.
Dos que são humanos
E a todos odeiam
Porque não os deixam ser humanos.
Dos que vivem do egoísmo
Para sobreviverem.
Esta noite andei por aí
E vi...
Os que dormem em caixas de cartão
E ás vezes nem a idade sabem.
As mulheres caladas - sofridas
Do álcool da vitória e da derrota
Os meninos que calçam
De ouro os filhos dos patrões
Que os exploram
Os que pedem a moedinha
Para a droga.
Esta noite andei por aí!


João Miranda
publicado por João Miranda às 22:56
link do post | comentar | favorito
|
5 comentários:
De Anónimo a 17 de Janeiro de 2005 às 03:26
Olá, João! Falei (tc) ainda pouco contigo no chat. Fiz visita rápida no site. Parabéns! Voltarei mais vezes. Qdo. vier "andar por aqui" no Brasil.... leve boas recordações que sirvam de inspiração para suas belas poesias. Um abraço...

Márcia....Brasil-Rio de JaneiroMarcia
</a>
(mailto:marciarsrs@yahoo.com.br)


De Anónimo a 29 de Dezembro de 2004 às 05:03
Apesar de não podermos mudar o mundo temos força e coração puro para ver a pobreza que esta tão perto de nós!está tambem nas nossas mãos mudar um pouco este mundo injusto e desigual...parabens pelo poema e votos de um excelente ano 2005zi
</a>
(mailto:zira.moon@iol.pt)


De Anónimo a 21 de Dezembro de 2004 às 21:37
Olá vim apenas deixar um beijinho e desejar felicidades para 2005Cinderela
(http://castelodossonhos.blogs.sapo.pt/)
(mailto:cinderela11@sapo.pt)


De Anónimo a 19 de Dezembro de 2004 às 23:32
Lindo como sempre.....meu Poeta Lindo.......Beijinhos todos os dias da tua Vida.......maria*****maria*****
</a>
(mailto:)


De Anónimo a 17 de Dezembro de 2004 às 23:58
Quero parabeniza-lo diante da beleza contida neste poema.... até porque é uma realidade dos dias atuais.
Um beijo enorme querido no teu lindo coração. Continuo a te apreciar cada vez mais. DEUS O ILUMINE!
Profª Dôra
Aracaju-Sergipe/Brasil
Dôra
</a>
(mailto:prof_dora@infonet.com.br)


Comentar post