Quarta-feira, 1 de Dezembro de 2004

GENTE

Pessoas,
Milhares delas,
Que se vêem mas não se conhecem
Amam-se
Mas não sabem.
Gente
Que precisa do mundo
Gente
Que caminha na solidão
Na tristeza da noite escura.
Pessoas
Gostando de carinho
Doutra gente
Que falam e andam
Sem saberem
O porquê do amanhã
Que chega
Gente perdida
Na rua sem fim
Do beco sem saída
Mas...
Conhecendo a sua existência.
Gente fugitiva,
Do homem
Das mãos
Do esperar eterno
Do dia longinquo
Gente ansiosa,
Do Amor
Imperioso e urgente
Doutra gente.


João Miranda
publicado por João Miranda às 23:17
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.posts recentes

. QUERO AMAR-TE

. ...

. SEM MEDIDAS

. TEU OLHAR

. SE A LUA FOSSE

. SONHEI

. ...

. SÓ UM SONH...

. ...

. SONHO

.arquivos

. Abril 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Abril 2007

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds