Sábado, 13 de Novembro de 2004

PEDRO HOMEM DE MELO

Pedro Homem de Melo
De fino trato mas singelo
E professor meu por opção
Homem de grande alento
Escrito de raro talento
E poeta sim por vocação
Foi há um século que nasceu
E para o mundo não morreu
Este ilustre "tripeiro"
Por todos será lembrado
E povo consagrado
Admirado pelos artistas
Fez versos para fadistas
Viveu a noite e o dia
Mas foi o povo rural
Que lhe deu em Portugal
Mais afecto e alegria
Partiu longe de nós
Mas seus versos sua voz
Ficaram para além do tempo
Deixou-nos a nostalgia
Da sua bela poesia
Recheada de sentimentos.


João Miranda
publicado por João Miranda às 14:09
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Anónimo a 13 de Novembro de 2004 às 22:12
Bela homenagem ao grande Pedro Homem de Melo. Parabéns pelo blog.pauxana
(http://dasletras.blogs.sapo.pt)
(mailto:pauxana@sapo.pt)


De Anónimo a 13 de Novembro de 2004 às 21:59
Doi-me demasiado a tua ausencia
A.A.
</a>
(mailto:)


De Anónimo a 13 de Novembro de 2004 às 14:43
passei por cá...gosto de te ler. Um beijinhomyryan
(http://outrademim.blogs.sapo.pt)
(mailto:myryan@sapo.pt)


Comentar post