Terça-feira, 12 de Outubro de 2004

AMARGURA

Ai amargura das almas crentes
Na doçura de amores doentes
Que navegam na escuridão
Como alma em falso clarão
Ai mentira tantos corpos amando
Com a alma sempre escurecendo
Sem o amor o amor são nada...
São mistério sem contos de fada
São a rosa da flor desbotada!


João Miranda
(03-01-2204)
publicado por João Miranda às 23:18
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Anónimo a 12 de Outubro de 2004 às 23:59
Obrigaa pela visita ao meu recém-nascido blogue, mesmo que tenha sido só para comentar o título deste, até porque na altura nada mais existia. pelo que pude perceber, aqui´há muitas letras por ler,mais do que aquelas que posso ler no momento. Mas deu para perceber que o poeta atravessa um período mais sombrio, onde a dor é rainha. Impressão minha?
Nor
(http://Todos osdias matamos algo, antes um deus cruel que um sentimento bom. Agradeço a visita ao meu blogue, mesmo tendo sido apenas para comentar o título do meu recém-nascido blogue.)
(mailto:nor@sapo.pt)


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.posts recentes

. QUERO AMAR-TE

. ...

. SEM MEDIDAS

. TEU OLHAR

. SE A LUA FOSSE

. SONHEI

. ...

. SÓ UM SONH...

. ...

. SONHO

.arquivos

. Abril 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Abril 2007

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds