Quinta-feira, 19 de Agosto de 2004

APETECES-ME

Apeteces-me por entre olhares profundos
O teu corpo é o prazer que suponho
E já sinto estremecer, possuído
Os meus dedos delineando a nudez insinuada
E cavando na tua pele
As carícias procuradas
Ambicionarei muito mais - logo!

Flutuo inseguro nas margens
Mas...convicto de um calor repartido
Anseio-te
De peito ferido e ternas vistas
Anseio-te
E já me sinto teu
Como sempre te tivesse pertencido.

Quero-te minha amor assim
Tão minha
Toma lá uma rosa, dou-te tudo
Mas deixa-me continuar com a cor
Dos teus olhos.
Essa transparência que me ilumina!


João Miranda
publicado por João Miranda às 23:28
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De Anónimo a 20 de Agosto de 2004 às 15:49
Bom Dia***************Boa Tarde***************Boa Noite**************Bom De Tudo**************maria
</a>
(mailto:)


De Anónimo a 20 de Agosto de 2004 às 11:11
Lindissimo....tal como tudo k escreves. Adorei. Beijos Luka
(http://lukadedicaati.blogs.sapo.pt)
(mailto:ALuka2004@sapo.pt)


De Anónimo a 20 de Agosto de 2004 às 00:37
Lindo
Magnifico
Soberbo
Amoroso
Sensual
Unico
Poderoso
Sao pequenas palavras para a classificacao deste Poema Maravilhoso

maria

maria
</a>
(mailto:)


De Anónimo a 19 de Agosto de 2004 às 23:39
maravilhosos teus poemas....fiquei feliz que tenha gostado do amigos....é pra vc tbem, que já a ele pertence...
beijinhosgatissima
(http://gatissima.blogs.sapo.pt/)
(mailto:nicegulla@hotmail.com)


Comentar post