Terça-feira, 3 de Agosto de 2004

IMAGINANDO

Hoje
Queria ter amanhecido diferente
Deitado na relva a teu lado
Beber com prazer as gotas
De orvalho
Ouvir maravilhado o que dizes,
Com suavidade e ternura!
Falar do brilho das estrelas
Dos dias de primavera
Do pôr do sol
Na beleza dos campos
Do amor
Tão sublime!
Sobre a areia húmida da praia
Corrermos de mãos dadas
Como crianças despreocupadas,
Ao longe,
O mar agita-se furioso
Tentando em vão abafar
Os nossos risos de felicidade!
Por disfrutar enfim,
Da tua companhia!
Ouvir a tua voz
Bem junto a mim
Sentir o calo
Das tuas mãos sensuais
Os nossos corações entrelaçados
Eram síntese da discordância
Da podridão do mundo...
Mas o que importa
É que estavamos juntos!
Porém deparo
Enfim, com a realidade
Que me gela por dentro
E que me deixa também frustado
De não ver o teu riso Hoje!


João Miranda
publicado por João Miranda às 02:40
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Anónimo a 4 de Agosto de 2004 às 12:45
Lindo poema como todos os que escreves uns mais antigos mais saudosos e amargurados outros mais recentes embora tenham também um pouco de saudade mas já se nota um pouco de luz, não diria alegria plena, mas uma luz. Sei que és dos que não desitem, se não desististe até agora não seria neste momento que o irias fazer, continuo a dizer o que tenho dito feliz é a mulher que está neste momento dentro do teu coração a dar-te essa pequenina luz, que ela veja o que vales e te dê a felicidade plena como tu mereces, BeijinhosPrincesa
</a>
(mailto:princesa_45@sapo.pt)


De Anónimo a 4 de Agosto de 2004 às 01:02
Imaginar....como é bom imaginar. Ta muito lindo. Não desistas, talvez chegue o dia em que vejas o tal sorriso.. :) Beijos Luka
(http://lukadedicaati.blogs.sapo.pt)
(mailto:ALuka2004@sapo.pt)


Comentar post