Domingo, 25 de Julho de 2004

QUERIA

Queria
Pegar em tua mão
E contigo correr...
Cantar...
Rir e chorar...
Pelos caminhos
Estreitos ou largos
Curtos ou compridos
Saltitar
Alegre de cor e ilusão
Viajar
Através da vida
Que desenhariamos colorida
E, de quando em quando
Nossos olhos
Ver-se-iam reflectidos
Nas águas claras
De um rio!
Ver!
Fazer de um dia...
Um momento
Da vida...
Uma corrida
Louca e estonteante
Do sonho...
Uma verdade possível!
Anda, dá-me a tua mão
E todos os minutos serão
Meteóricos e... Válidos!


João Miranda
publicado por João Miranda às 23:40
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Anónimo a 26 de Julho de 2004 às 18:50
Todos os minutos serão válidos.
A vida meu caro amigo é feita de momentos. Com sorte de uma sucessão deles. O que a tornaria agradável.
Na verdade, AQUI faz-se poesia. Bela.
Um abraço
</a>
(mailto:)


De Anónimo a 26 de Julho de 2004 às 03:16
De mão na mão / entre a serra e o mar / quedaram-se de olhar perdido / num céu azul / experimentando cada sentir / corações acelerados / cheios de encanto / de mão na mão / ficam num tempo longíncuo / sem perceberem porquês / sem perguntarem razões / não importa mais nada / porque a mão está na mão / e há uma corrente que os une / são dois seres unidos pela vida pelo fado / são cada um de nós na procura incessante da tua mão./ Cisalisabel
</a>
(mailto:isabel_espadinha@msn.com)


De Anónimo a 26 de Julho de 2004 às 01:47
Boa noite Joao! Vim retribuir a tua visita e fiquei fascinada com os teus poemas...tens um dom magnifico.......continua! A vida não passa de meros sonhos e poucos são os k realmente temos coragem para realizar, mas os poucos que vamos conseguindo ficam eternamente guardados! Beijinhos e voltarei de novo para te ler, embora o meu blog tenha deixado de fazer sentido faz-me bem ler algumas linhas que me lembram episódios bons! Sónia
(http://Sonhadorasempre)
(mailto:mtomisteriosa@hotmail.com)


Comentar post