Segunda-feira, 19 de Julho de 2004

ESPAÇO

Tens em mim um espaço
Quando houver fragilidade.
Há em mim um universo
Onde podes contemplar
A vida num verso
Um tempo para sonhar,
Se a ilusão for fria
E te faltar a alegria,
Tens em mim
Um cais de abrigo
Um refúgio
Um ombro amigo.
A vida é uma pintura
Em tons claros de ternura
É um sonho por acordar
É manhã em nós
A despertar!


João Miranda
publicado por João Miranda às 01:03
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Anónimo a 26 de Julho de 2004 às 02:52
Foi bom voltar aqui, ler e redescobrir-te. Não mais te perco.isabel
(http://www.sintonia.blogs.sapo.pt)
(mailto:isabel_espadinha@msn.com)


De Anónimo a 19 de Julho de 2004 às 17:50
Como todos os teus poemas só se pode dizer magnifico sei que irás ter muitos ombros amigos á tua volta e é bom fazer amizades pelos blogs, mas depois de percorrerre todos os ombros amigos e vires que ainda precisas de outo... lembra-te qu eu tenho dois... beijinhos e felicidades para ti que bem mereces...Princesa
</a>
(mailto:princesa_45@sapo.pt)


De Anónimo a 19 de Julho de 2004 às 11:42
Lindissimo...Tb em mim tens um ombro amigo. Conta sempre comigo, mesmo à distãncia. BeijosLuka
(http:lukadedicaati.blogs.sapo.pt)
(mailto:ALuka2004@sapo.pt)


Comentar post