Quarta-feira, 14 de Julho de 2004

SOLIDÃO

Solidão é sentir frio
Que nada pode aquecer
É ver que o mundo ruiu
Só eu ficando para ver!!!

Solidão é ter a morte
Sempre presente... e sorrir!
De quem nunca teve sorte
Nem amor para repartir!

Solidão é sentir medo
Do silêncio que há em nós
Onde nem mesmo em segredo
Do amor... Se escuta a voz!

Solidão é querer viver
Sem que alguém nos dê a mão
Sem que saibamos dizer
Para que serve o coração!

Solidão é ter no peito
Um vazio que nos regela
É um vendaval desfeito
Que até a alma congela...


João Miranda
Dezembro - 1984
publicado por João Miranda às 01:33
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Anónimo a 14 de Julho de 2004 às 11:02
Olá João mais uma vez parabens por este teu poema, escreveste á tanto tempo e como ele está tão actualizada, é assim que eu estou a sentir-me neste momento, só numa enorme solidão... Beijinhossafadinhaemuito
</a>
(mailto:safadinhaemuito1@sapo.pt)


Comentar post