Sexta-feira, 28 de Maio de 2004

A CINZA DO MEU CIGARRO

Cigarro que vais matando
Lentamente a minha dor
Repara que vou ficando
Com a alma sem calor

Cada cigarro que fumo
Perco um minuto de vida
Mais uma noite que durmo
Aproximando a partida.

Eu culpo a sociedade
Com as minhas mãos a tremer
Eu culpo a tua maldade
Pois deixaste de me querer.

No meu rosto ressequido
Reconheço o meu pecado
Eu culpo o tempo perdido
Culpo a noite e este "fado"!...

A ti meu corpo amarro
Pois sei que cheguei ao fim,
Na cinza do meu cigarro
Vejo pedaços de mim!...
publicado por João Miranda às 01:25
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Anónimo a 23 de Junho de 2004 às 22:31
Também com cada beata apagada, perco mais um pouco de mim! Virei outro dia ler mais de ti, se antes o cigarro não me turvar a vista! Abraço.jorgebond
(http://tounotop.blogs.sapo.pt)
(mailto:januarioassuncao@sapo.pt)


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.posts recentes

. QUERO AMAR-TE

. ...

. SEM MEDIDAS

. TEU OLHAR

. SE A LUA FOSSE

. SONHEI

. ...

. SÓ UM SONH...

. ...

. SONHO

.arquivos

. Abril 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Abril 2007

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds