Quinta-feira, 6 de Outubro de 2005

PAZ

Num sonho de alegria indizivel
Num céu de ardente constelações
Numa noite de luar aprezivel
Num momento de imenta emosão.

Numa alegria com chama e faísca,
Numa melancolia sem principios afim,
Num acender de um fósforo que risca,
É que eu vi o que eras para mim.

Num esquecer de dias que passaram
Num abrir de rosas que desfolharam,
Num rouxinol que rompeu a cantar.

É que eu vi como foi até agora...
Paz na nossa amizade sem demora.


João Miranda
publicado por João Miranda às 19:11
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Anónimo a 7 de Outubro de 2005 às 23:47
Belo texto, bom fim de semana, um abraço...juda
(http://osaldanossapele.blogs.sapo.pt)
(mailto:juda-ben-hur@sapo.pt)


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.posts recentes

. QUERO AMAR-TE

. ...

. SEM MEDIDAS

. TEU OLHAR

. SE A LUA FOSSE

. SONHEI

. ...

. SÓ UM SONH...

. ...

. SONHO

.arquivos

. Abril 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Abril 2007

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds