Quinta-feira, 15 de Julho de 2004

PARA TI

Nasceste do sol
Forte e frágil
Quente e tímida
Por vezes encoberta
Por nuvens de tristeza.
Ao ver teus gestos
Ao escutar teus silencios
Ao sentir teu prazer
Mudo e inerte
Como uma concentração
De toda uma profunda paixão
Eu chego lá.
Lá!
Onde só um poeta
Alguém que sobe a montanha
Que desce ao abismo
Que Vê de noite
E que nada estranha
Pode chegar!
Lá!
A esse lugar secreto
Encantador
Que eu quero
Desejo Aprecio e amo
Meu amor!


João Miranda
12-Julho-2004
publicado por João Miranda às 00:02
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Quarta-feira, 14 de Julho de 2004

SOLIDÃO

Solidão é sentir frio
Que nada pode aquecer
É ver que o mundo ruiu
Só eu ficando para ver!!!

Solidão é ter a morte
Sempre presente... e sorrir!
De quem nunca teve sorte
Nem amor para repartir!

Solidão é sentir medo
Do silêncio que há em nós
Onde nem mesmo em segredo
Do amor... Se escuta a voz!

Solidão é querer viver
Sem que alguém nos dê a mão
Sem que saibamos dizer
Para que serve o coração!

Solidão é ter no peito
Um vazio que nos regela
É um vendaval desfeito
Que até a alma congela...


João Miranda
Dezembro - 1984
publicado por João Miranda às 01:33
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 13 de Julho de 2004

PARTE DE TI

Eu queria ser parte de ti...
Eu queria estar dentro de ti...
Sentir por ti, chorar por ti...
Ser o encontro dos teus pensamentos
A confiança do teu coração...
Eu queria perder-me no teu sono
E acordar no teu infinito...
Poder amparar-te com um olhar
E dar-te a solução que procuras...
Entrar nos teus sonhos
E faze-los realidade...
Eu queria ser mais que amor
Eu queria ser
O teu próprio coração!
Queria entristecer-me por ti,
Para nunca te ver sofrer...
Queria tirar-te do mundo
E colocar-te na vida...
Para caminhares ao meu lado
Para a longa permanência
Da existência
Queria ser para ti
A pessoa que procuras...
Pois és a pessoa
Que sempre desejei!


João Miranda
publicado por João Miranda às 23:26
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

TENHO ASAS

Tenho asas,
Como as cores do arco iris
Só eu as posso ver,
Só eu as posso sentir.
Ninguém as pode apalpar.
Nasci na terra
Mas percorri o mar.
Baloiçei nas águas frias
E senti o cheiro da liberdade.
De repente senti um grande peso,
Uma grande tristeza.
Saboreava a liberdade
Enquanto muitos respiram apenas,
Por negras grades de ferro.
Deixei de ser livre também
E procurei com eles a verdade.


João Miranda
publicado por João Miranda às 02:48
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Terça-feira, 6 de Julho de 2004

SAUDADE

Saudade é um sonho que abana
Saudade é um canto de lágrimas
É como um beijo que geme
Como um suspiro que se evapora.

Saudade é uma coisa que doi
É pranto que na alma fica
É doçura que nos roi
Tristeza que nos consola.

Saudade é ter o coração cheio
De espinhos e desejos
É sentir dentro do seio
Um punhal que nos dá beijos.

Saudade é dormir sem saber onde
Chorar sem saber porquê
Chamar quem não responde
Abraçar quem não se vê.


João Miranda
publicado por João Miranda às 23:09
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

SONHEI

Num momento de reflexão
No silêncio, na escuridão
Sonhei que era borboleta
Num mundo de perfeição,
Era um mundo sem injustiça
Sem tristeza, nem corrupção
Um paraíso sem miséria
Sem frio, nem solidão
E eu voava livremente
Abrindo as asas sem restrição
A volência estava esquecida
Longe dos olhos e do coração
Todo o homem era livre
Sem máscara, nem rejeição
Nesse mundo eu seria
Sentimento e não razão
Mas o sonho terminou
E com ele a perfeição
Do mundo que um dia vi
Numa noite de ilusão.


João Miranda
publicado por João Miranda às 00:36
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Segunda-feira, 5 de Julho de 2004

COPO DE VINHO

Por um copo de vinho
Te diria
Onde o mundo começa
E se dilata,
Onde a veia
Rebenta e se dilata
A fonte da ternura
E da alegria.
Por um beijo
Dançaria até cair
Na cama maravilha
Do faquir.
Eu sei no mar
A cor dos laranjais
E a rota das gaivotas
Sobre a pele
E tudo te diria,
Pão e mel
Por um copo de vinho
E pouco mais!


João Miranda
publicado por João Miranda às 00:43
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sexta-feira, 2 de Julho de 2004

UM ANJO

Na estrada da vida
Ás vezes nascem flores
Em lugares ermos
De dura luta
Para atenuar as nossas dores
Flores ao longo da estrada
Como para perfumarem a minha dor
Que só pela graça
Dava um beijo abençoado
Operam o milagre do amor.
Um anjo que me falou de longe
Voz que de coração aberto
Deu-me coragem
Com que hoje os meus passos
Sejam menos incertos.
Anjo que habita na terra
Um anjo meu guardião
Gente que combate a guerra
Que trás a paz
E alegria aos nossos corações
Um anjo que ficará
Na minha lembrança
Memória de sentimentos - seus
Bem haja porque trazem
No peito uma criança
E as crianças pertencem a Deus
Beijei a tua oferenda
Não como ouro desejado
Mas como rara prenda
Filha do céu abençoado
Anjo filho das madrugadas
Alma de coração afoite
Um anjo de asas abertas abençoadas
Que soube rasgar a alvorada
Para que estes meus versos
Possam novamente cantar
Nas noites!


João Miranda
publicado por João Miranda às 03:36
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 1 de Julho de 2004

GUARDA

Guarda no teu olhar
Um tempo por acontecer,
O sol e o luar
E as palavras que não sei dizer.
Guarda no teu olhar
O silencio do entardecer
A fragância do mar,
Uma folha em branco
Por escrever...
Vou ficar assim
Sem saber de mim
Perdido em ti...
Na palavra apetecer
Um novo amanhecer.


João Miranda
publicado por João Miranda às 01:54
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.posts recentes

. QUERO AMAR-TE

. ...

. SEM MEDIDAS

. TEU OLHAR

. SE A LUA FOSSE

. SONHEI

. ...

. SÓ UM SONH...

. ...

. SONHO

.arquivos

. Abril 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Abril 2007

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds